Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: 2º Ciclo de Palestras sobre Atividades em Montanha - Acampamento Base Marins | Listar publicações | Próxima: Mais escalada em São Bento do Sapucaí e volta a São Paulo >

13/05/2009 20:43:00 (#206) - Escaladas em São Bento do Sapucaí

Desde 2a. feira estou aqui em São Bento com o Pedro (www.pedrohauck.net) para algumas escaladas na região da Pedra do Bau.
Ontem acordamos cedo, tomamos café em uma padaria e fomos até o Bauzinho onde nossa idéia era escalar a via Neurônios Fritos (5o. VIIa A3). Começamos a trilha de descida para a face Norte do Bauzinho e depois de alguns minutos de caminhada estávamos na base onde começa o trepapedra que leva até a verdadeira base da via.
Entrei guiando no primeiro lance em rocha e depois entrei em um longo trepapedra e mato (uma floresta de capim gordura) que levou até o platô do bivaque onde logo o Pedro chegou também. Nesse platô procuramos e procuramos indícios do caminho a seguir a via e depois de muito tempo perdido e só "achando" que ela seguia para determinado lado resolvemos descer porque já era tarde para encarar uma via daquele nível.
A descida foi tranquila fazendo rapel em algumas árvores e logo estávamos no chão firme almoçando nosso lanche e seguindo para a ba se da V de Vingança.
O Pedro entrou guiando a 1a. enfiada da via, um lindo diedro e logo achamos que também não valia a pena seguir por ela já que estávamos carregando muito peso (friends, nuts, estribos, cliffs etc etc.) e isso poderia nos causar problema na parede. Subi então até a primeira parada da via só para algumas fotos do Bauzinho e Bau (e principalmente tentar descobrir por onde ia a Neurônios), rapelamos até a base e seguimos então a trilha de volta até o carro e de lá de volta à cidade.
Na cidade passamos em um lugar para comer Açaí (Ponto do Açaí - recomendo!), supermercado e voltamos então para o Abrigo do Eliseu Frechou onde ficamos hospedados e preparamos nossa janta antes de irmos dormir.
Hoje acordamos mais tarde, ainda cansados e com o psicológico um pouco abalado de ontem, tomamos café, nos arrumamos e decidimos então tentar a via Cidade Deserta (4o. V A2).
Saímos do alojamento, pegamos estrada e por volta das 10 hs estávamos no início da trilha para a Ana Chata. Algum tempo de caminhada e às 10h35 estávamos na base das vias procurando o início da Cidade Deserta.
Andamos um tempo pela base e logo achamos uma via que começava como o croqui indicava. O Pedro entrou guiando e quando chegou na 4a. chapeleta percebeu que estávamos na via errada. Estávamos na Justiceiro. Enquanto ele rapelava eu fui então mais uma vez procurar a base da via e assim que ele desceu fomos então escalá-la.
O Pedro novamente entrou guiando na 1a. enfiada e agora sim estávamos na via certa. A saída é complicada em alguns lances de aderência mas tudo correu bem, logo o Pedro estava na 1a. parada fazendo a segurança para que eu subisse.
A 2a. enfiada também foi guiada pelo Pedro que, por não encontrar o caminho certo da via, acabou fazendo uma variante indo até uma das chapas da via Peter Pan e depois montou uma parada em móvel de onde fez a minha segurança.
Subi até ele e direto segui para a 3a. parada da Cidade Deserta, logo abaixo da parede vertical e esfarelenta que é escalada em artificial (com uso de estribos, cliffs, peças móveis etc.). De lá fiz sua segurança, fizemos um breve lanche e logo entrei guiando nessa enfiada em articial.
Os lances são fáceis mas a falta de prática em artificial fez alguns lances serem bem tensos. Logo na saída sai com o uso de cliffs e depois de umas 3 sequências usa um parafuso onde se usa um cabo de nut para subir. De lá mais outra sequência de cliffs, uma cantoneira e uma sequência em móveis que termina em uma outra chapeleta no final do negativo onde montei uma parada mista usando alguns friends e a própria chapeleta.
Lá fiz o içamento da minha mochila, fixei a corda e o Pedro subiu jumareando (e xingando muito!). Alguns minutos passaram e logo ele estava ao meu lado dando segurança para que eu saísse do lance em artificial novamente para escalada livre. Nesse momento tentei me transferir de estribo mais para a lateral para facilitar a minha saída e uma pequena agarra onde estava o cliff quebrou, um barulho e uma queda (minha primeira queda em artificial). Felizmente ainda estava com a outra daisy-chain na chapeleta então foi mais susto do que queda, mas muito susto!
Voltei onde estava, subi mais o estribo até um friend entalado, peguei em uma agarra boa e comecei a montar no platô (onde o Pedro me ajudou liberando as duas daisy-chains que estavam nas proteções). De lá foi só me manter calmo e concentrado e logo estava indo em direção a parada da via.
De lá fiz a segurança para o Pedro e seguimos então até a linda crista da Ana Chata que nos levou até o seu cume. Lá fizemos uma pausa para as bolachas finais, algumas fotos e descemos para o carro onde chegamos ãs 17h30.
Na cidade fizemos a pausa básica para Açai (com leite em pó e coco ralado fica excelente) e voltamos para o alojamento para um merecido banho e macarrão requentado da janta de ontem. Agora só acessar internet, colocar tudo em dia e ir dormir. Amanhã ainda não sei o que faremos mas provavelmente eu volte para São Paulo no final da tarde.
Algumas fotos já estão disponíveis no link Escaladas São Bento do Sapucaí.

- enviado por Tacio Philip às 20:43:00 de 13/05/2009.



< Anterior: 2º Ciclo de Palestras sobre Atividades em Montanha - Acampamento Base Marins | Listar publicações | Próxima: Mais escalada em São Bento do Sapucaí e volta a São Paulo >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- show alice cooper e guns n roses
- expo nirvana
- show def leppard e aerosmith
- show bon jovi
- travessia norte-sul no caparao
- escalada em arcos
- reabertura de trilha na serra do lopo
- escalada pedra amarela
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
5 Usuários Online (328 nas últimas 24hs)