Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Subida do Pico do Papagaio e Pico do Bandeira na Serra do Papagaio em Aiuruoca | Listar publicações | Próxima: Curso Macrofotografia e Close-up em Petrópolis/RJ com Tacio Philip >

07/09/2012 22:21:57 (#461) - Gato Mismi, cursos, palestras, escaladas, aulas, pedais, shows...

Faz quase um mês que não posto por aqui por um simples motivo: falta de tempo (e mais ainda de vontade). Mas o último mês (Agosto) e começo desse foi com a agenda cheia entre compromissos profissionais, estudo e, como não poderia deixar de lado, um pouco de lazer.

Seguindo ordem cronológica a primeira novidade foi, no dia 14 de Agosto, um dia antes da data limite, decidir me matricular na pós graduação em fotografia no Senac. Mesmo assim, antes disso, logo que a Aline chegou em casa me disse que havia passado por um gatinho que se arrastava próximo da Miguel Stefano e miava por ajuda. Inquieto com isso, depois de almoçar não aguentei e fomos lá ver o que podia ser feito. Chegando lá vimos o gatinho miando e pedindo ajuda. Oferecemos um pouco de água, comida, mas ele estava mais assustado do que com fome. Além disso, estava com as patinhas machucadas por arrastá-las, devido a problema na coluna que fazia com que não mexesse as patinhas traseiras.

Sem pensar um décimo de vez peguei o gato, colocamos no carro e fomos para um veterinário. Lá o gato, ainda sem nome, foi examinado, sugerido alguns exames e medicado. Com o nosso paciente seguimos então para comprar remédio e voltamos para casa, onde montei, no meu quarto, um cercadinho para abrigá-lo.

Pouco tempo depois a Aline e eu saímos, passamos na xerox para cópias de diploma e documentos e fomos até a lapa, onde me convenci a me matricular na pós quando vi que existe "estacionamento" para bike no senac (realmente era um requisito). O processo da inscrição/matrícula foi meio desordenado (o site não informava direito o que devia ser feito) mas no final, depois de algumas horas e com o site do senac dando problemas, tudo correu bem e descobri que nesse mesmo dia teria a primeira aula (ou melhor, uma pré aula), então, já que já estava lá, junto com a Aline fomos para a sala de aula onde o curso foi melhor apresentado e que começaria, oficialmente, na 5ª feira.

No dia seguinte, dia 15, a agenda estava ocupada há algum tempo e reservada para uma palestra com o tema macrofotografia na feira Photoimagebrazil. Como estava agendada para às 18h45, deu tempo de sair de casa, buscar a Aline na escola onde dá aula e, de lá, depois de sermos deixados pelos meus pais no metrô seguimos até a estação Tietê e fomos a pé até o Expo Center Norte, onde chegamos ainda cedo, sobrando quase uma hora para rodar e ver o que andava acontecendo por lá, já que fazia alguns anos que eu não a frequentava.

A palestra, no stand da Editora Photos e servindo para ajudar a promoção do meu livro macrofotografia e close-up correu bem, com um bom público interessado nas minhas histórias sobre meu caminho nesse tipo de fotografia e aliado com algumas dicas práticas. Além disso gostei do que vi na feira: eu havia deixado de frequentá-la há alguns anos (uns 4) porque nas últimas edições eu só via álbuns fotográficos, impressoras, exibição de "quem tem a maior lente" e brindes com fotos, ou seja, nada que me interessasse. Esse ano percebi que as coisas mudaram com muitos stands apresentando palestras voltadas realmente ao "consumidor final" e público interessante da feira, o fotógrafo.

Algumas das imagens da minha palestra podem ser vistas no link Palestra Photoimagebrazil 2012 e use esse link para baixar o pdf da minha apresentação.

Durante a semana levei o Mismi (nome do gato dado pela minha mãe - também nome de montanha) para exames (radiografias e ultrassom), tive a primeira aula oficial da pós e, no final de semana, dia 19, mais uma turma do Curso Operacional RPN hp48/49/50, curso que tenho fechado turma todos os meses para ajudar os alunos de exatas (principalmente engenharia) a utilizar suas calculadoras hp (e mais uma turma nesse final de semana, dia 09/09).

A semana seguinte começou tranquila mas isso não durou muito: dei mais um curso com tema escalada em rocha para os bombeiros do CSALT (Curso de Salvamento em Altura), fui para minhas aulas na pós já usando como meio de transporte a bicicleta (40 km por dia) mas, na sexta-feira, dia 24, meu dia acabou (ou melhor: semanas ou meses ainda por vir) às 6h da manhã, quando acordei com o Mismi vomitando (o que não é incomum com gatos que vivem com bola de pelo no estômago). Mas infelizmente não ficou apenas nisso. Mesmo ele já estando muito, mas muito melhor do que quando a Aline e eu o resgatamos, ele começou a passar mal, ficou ofegante, se deitou e, com meu carinho, conversa e me olhando, às 6h25 deu seu último suspiro e morreu com a cabeça apoiada na minha mão. Realmente isso acabou comigo e até voltar a lembrar disso é difícil. :-(

Acredito que a lesão em sua coluna (a radiografia mostrou que ele tinha provavelmente um chumbinho na sua coluna - se eu pego alguém maltratando animais eu realmente o quebro na porrada) pode ter afetado algum órgão e, sem dar sinais, ele acabou não aguentando. Mas teorizar não adianta mais nada, a única coisa que me consola (mesmo assim muito pouco, pra não dizer quase nada) é saber que ele teve 10 ótimos dias com quem realmente se importava com ele. E dava para perceber que ele sabia disso e gostava de sua nova casa.


Gatinho Mismi, fotografado no dia que foi resgatado, infelizmente morreu no dia 24/08.

No final de semana, estupidamente deprimido e aproveitando a folga da Aline saímos cedo no Sábado rumo à São Bento do Sapucaí para algumas escaladas.

Depois de algumas horas na estrada chegamos na cidade, fizemos uma pausa obrigatória para almoçar no Taipa e depois seguimos para o estacionamento do Bauzinho, lotado de turistas fantasiados que seguiam pelos "longos" 100m de "trilha" até o seu topo para enviar com seus smartphones a famosa (mas bonita) foto com a Pedra do Bau, imponente, ao fundo. Mas, sem ter que enfrentar o trânsito desse caminho, seguimos descendo direto para o col onde procuramos (e achamos) a base da via Cresta, uma via bem tranquila que segue pela aresta do Col até a base do Teto do Bau.

Na base a Aline e eu nos equipamos e logo ela começou a guiar a via, que tem seu crux logo na sua saída. Chegando à primeira parada subi na sequência, encontrando um pessoal que tinha escalado a via Learning to Fly e outros que abandonavam a via Domingos Giobbi, duas vias que já tive o prazer de escalada (a 2ª delas também abandonei na metade) e que recomendo. De lá a Aline seguiu guiando a 2ª enfiada da via Normal do Bau e logo me dava segurança para chegar até o início da trilha que nos levou até o cume.

No cume uma pausa para lanche, água, algumas fotos e, como a Aline não conhecia nenhuma das escadas, descemos pela sua face Sul, voltando de lá por trilha até onde o carro nos esperava. De volta à cidade nos hospedamos em uma pousada (eu queria tranquilidade, por isso não fomos para o abrigo do Eliseu) saindo apenas para jantar um rodízio de massas e sopas.

No dia seguinte acordamos sem muita pressa, tomamos café, guardamos as coisas, fechamos as contas e seguimos agora para a Ana Chata. Nesse dia nossa ideia era fazer algumas vias fáceis e começamos então pela Tom Sawyer, deixando a Aline guiar e emendar suas duas enfiadas (totalmente em móvel). De lá segui até a 3ª parada da via Lixeiros e depois, à francesa, segui até a crista, de onde a Aline seguiu até o cume.

No cume mais algumas fotos, lanche e começamos a descida, pela trilha, até a base da parede. Já era tarde (acho que umas 15h) e resolvemos então subir a via Peter Pan, sendo que um carinha (esqueci o nome!), nos disse que ia entrar mas desistiu por causa de abelhas. Mesmo com o aviso fomos conferir e, depois de subir até a base para dar uma olhada, vi que realmente não dava para tentar (inclusive a Aline, mesmo ficando embaixo da base, levou uma ferroada - no mesmo dia a Aline guiou sua primeira enfiada inteiramente em móvel e também levou sua primeira ferroada de marimbondo).

Como já era tarde e eu não estava muito afim de repetir outra via (em uma escala de zero a dez meu ânimo estava em 15 negativo pelo menos) decidimos descer, tendo assim bastante tempo para tomar um açaí, passar na casa do Pardal para ver se uma sapatilha estava pronta, conhecer o novo abrigo do Eliseu e pegar a estrada de volta para São Paulo, com direito a pausa para lavar o carro em um posto, chegando em casa no começo da noite.

Durante a última semana de Agosto alternei os treinos na 90 graus com as aulas da pós, quase sempre indo de bicicleta (muito mais prazeroso que carro e na ida ainda mais rápido), no final de semana, já começo de Setembro, dei uma aula particular de fotografia no botânico e, aproveitando que os insetos começavam a voltar, retornei também no Domingo, agora sem aluno, para poder fazer umas macrofotografias (veja minhas macros em tacio.macrofotografia.com.br).

E, para terminar, essa última semana foi a semana dos shows (além das aulas). Na segunda a Aline, sua mãe e eu fomos no show da Alanis Morissette e na quarta a Aline e eu fomos no show do Megadeth (clique nos links para ver as fotos), onde encontramos com o Alexandre, um outro fanático por Iron Maiden (como eu) que conheci no Rio de Janeiro. Nesses dois dias aproveitamos ainda a carona dos meus pais para evitar os estacionamentos com preços abusivos desses eventos.

Hoje, aproveitando o feriado e a cidade vazia a Aline, Guilherme e eu demos uma pedalada por São Paulo (com direito a pastel no Pacaembu) e amanhã mais um pedal, com o Dom e o Fernando, mas isso fica para uma próxima postagem...

- enviado por Tacio Philip às 22:21:57 de 07/09/2012.



< Anterior: Subida do Pico do Papagaio e Pico do Bandeira na Serra do Papagaio em Aiuruoca | Listar publicações | Próxima: Curso Macrofotografia e Close-up em Petrópolis/RJ com Tacio Philip >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- travessia norte-sul no caparao
- escalada em arcos
- reabertura de trilha na serra do lopo
- escalada pedra amarela
- show king diamond
- serra do lopo via joanopolis
- show terra celta braganca paulista
- montanhas de monte verde
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
5 Usuários Online (256 nas últimas 24hs)