Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
Contato | Listar todas postagens

15/08/2011 21:35:32 - Escalada da via Enferrujados no Marumbi, SL Purunã, Anhangava e Pedal em Itu

Faz pouco mais de uma semana que minhas "férias" acabaram e não tive tempo de postar novidades, passei boa parte desse tempo colocando a casa em ordem e correndo atras do dinheiro que não ganhei nos meus "pouco mais de um mês" escalando por ai (ser autônomo é assim, não trabalha = não ganha, mas colocando na balança valeu muito a pena!).

Na semana entre os dias 31/07 e 08/08 estive em Curitiba. No dia 31 de Julho a Aline e eu pegamos um voo de SP pra Curitiba e à noite assistimos, mais uma vez, o show de uma banda que gosto muito, TÝR. Já tinhamos assistido ao mesmo show em SP no dia anterior mas resolvi unir o útil ao agradável, assistir mais uma vez o show e emendar depois alguns dias em Curitiba para escalar.

No dia seguinte, graças a chuva não pudemos escalar em rocha, mas fomos treinar um pouco no ginásio Campo Base. No dia seguinte, 02/08, agora também com a companhia do Pedro, fomos para São Luiz do Purunã, setor 1, escalar.

Mesmo tendo chovido bastante nos dias anteriores algumas vias estavam razoavelmente secas e pudemos nos divertir um pouco (e sofrer com o frio). No dia seguinte, aproveitando que o clima havia melhorado mais ainda fomos escalar no Anhangava onde, devido ao frio, acabei entrando com a Aline em apenas uma via e depois fizemos uma caminhada até o cume da montanha.

No dia 04 acordamos cedo e, depois de levar a Aline no aeroporto (para voltar para SP) o Pedro e eu acabamos ficando em sua casa sem fazer nada. Um dos motivos foi eu ter ficado doente, não sei exatamente do que, mas tive muita dor no corpo e febre, o que era agravado ainda mais com a temperatura de 2ºC que chegou aquela madrugada. No dia seguinte, ainda baqueado fiquei descansando e me recuperando assistindo filmes no youtube.

Com o final de semana chegando - e minha condição melhorando - o Pedro falou sobre irmos para o Marumbi escalar. No começou achei que podia piorar, mas depois achei que se fosse piorar que fosse em algum lugar melhor que a cidade, então, no final da noite de Sexta o Pedro, Camila e eu passamos no supermercado, pegamos estrada e seguimos para o Marumbi, deixando o carro por volta das 9h30 e chegando na casa do CPM (Clube Paranaense de Montanhismo) lá pelas 23h.

Na casa uma ótima sopa feita pela Camila e logo entrei no meu saco de dormir, acordando só no dia seguinte com o Pedro me chamando para escalar. Tomamos café da manhã e logo começamos a caminhada para o Abrolhos, desviando até o Parque do Lineu onde enquanto eu dava segurança o Pedro subiu a primeira enfiada da via Enferrujados (A1), uma via em artificial fixo em uma linda parede alaranjada e negativa.

Logo que o Pedro chegou na 1ª parada subi jumareando e em seguida comecei a guiar a 2ª enfiada, tendo que pedir ao Pedro que continuasse pelo fato de eu ter deixado as sapatilhas na base (a 2ª enfiada é "meio" em artificial, como a via foi conquistada há uns 50 anos, foram colocados grampos em alguns lances e outros são escalados em livre, por isso não me senti nem um pouco à vontade em escalar de tênis e deixei que o Pedro também guiasse essa enfiada - e ele precisava treinar artificial mesmo) :-P

Do final da via ele travou mais uma vez a corda, subi jumareando mais uma vez (fazia tempo que eu não desequipava via jumareando, foi bom treinar) e logo começamos a descida para o chão em 3 rapéis, sendo que o último é um dos mais fotogênicos que eu já vi (pelo fato da parede ser bem negativa, uma luz de tarde espetacular e uma serra ao fundo - onde está o Pico Paraná!).

De volta ao chão, sem muita pressa guardamos nossos equipos e começamos a descida de volta para a casa. Lá jantamos, depois demos uma andada (aproveitando para dar um alô para o Drá em sua casa - um dos meus professores no curso do Cosmo que fiz em 2003) e depois fomos dormir.

No dia seguinte acordamos, tomamos café e eu realmente já estava saturado de escalar, não aguentava mais e pensava: "preciso de férias de escalada" (nunca achei que pensaria isso!). Um dos motivos era o cansaço, um mês escalando quase todos os dias realmente cansa! Graças a isso fomos então fazer uma caminhada - e leve porque não aguentava mais andar também - então só subimos até o Rochedinho (que o Pedro não conhecia) e descemos por uma trilha alternativa que sai próximo a um dos túneis (foi uma mini travessia). Depois disso um bom tempo na estação Marumbi enrolando, fazendo fotos e depois subimos para a casa para arrumá-la, guardar as tralhas nas mochilas e começar a descida de volta.

Logo que saíamos da estação Marumi a caminho da estação Engenheiro Lange encontramos o Kikko (diretor do parque) e ele nos ofereceu uma carona que aceitamos na hora. Com isso poupamos cerca de 1h de caminhada e logo estávamos no carro do Pedro indo para Morretes comer um camarão e depois voltar para Curitiba.

No dia seguinte acordamos cedo e eu já estava com as malas prontas. O Pedro me levou até o aeroporto e de lá voltei para São Paulo.

O resto da semana foi de trabalho atrasado e, chegando o final de semana, falei com o Alessandro (amigo de Itu) sobre pedalarmos. Ele disse para ir para lá no final de semana e na hora topei. Na Sexta-Feira, dia 12, na metade da tarde peguei estrada e no começo da noite estava em Itu batendo papo com o Ale em sua casa.

A noite chegou, fomos dormir e, no dia seguinte, ele me acordou às 7h, tomamos o café da manhã, nos arrumamos e saímos para pedalar. O pedal foi espetacular mas foi muito, muito, mas muito cansativo (Alê, me vingarei na próxima travessia em montanha!). Ao final foram quase 68 km com mais de 1300 m de desnível acumulado e quase tudo isso em terra em um percurso que levou cerca de 4h30! Quando chegamos em sua casa eu estava morto, se eu pedalava as pernas doíam e se eu não pedalasse ameaçavam dar cãibras! Com a ajuda do "amigo dorflex" consegui almoçar (doia ficar sentado com a perna dobrada) e depois passamos o resto da tarde batendo papo.

Com o chegar da noite e, já com a bike limpa, coloquei tudo de volta no porta-malas e segui de volta para São Paulo, onde cheguei antes das 22h (ao contrário da ida que teve trânsito na Marginal o retorno foi absurdamente rápido e iluminado - em um trecho vazio cheguei a desligar os faróis e dava para enxergar graças a lua cheia - mas foi um teste rápido).

Essa semana passarei aqui por São Paulo mesmo mas para o final de semana já tenho alguns planos!

E veja abaixo alguns vídeos feitos no pedal em Itu, na via Enferrujados no Marumbi e algumas fotos no link Escaladas no Paraná.

Enferrujados no Marumbi

Quase no final do pedal em Itu - I

Quase no final do pedal em Itu - II

- enviado por Tacio Philip às 21:35:32 de 15/08/2011.



Contato | Listar todas postagens

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- montanhas de monte verde
- odinskriegerfest
- show guns n roses - curitiba
- pedra do camelo
- morro do urubu
- travessia couto-prateleiras
- circuito 5 lagos e morro do massena
- pico das agulhas negras
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/16
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
3 Usuários Online (236 nas últimas 24hs)