Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
Contato | Listar todas postagens

24/08/2010 10:06:12 - Bate-volta no cume do Marins e 8º Festival de Montanha do Sul de Minas

Aproveitando o feriado em São Bernardo do Campo, na 5ª feira à noite (dia 19/08), pegamos a estrada a Paulinha e eu rumo ao Acampamento Base Marins em Piquete, onde começa a trilha para subida do Pico dos Marins.

O Pico dos Marins é uma montanha que considero muito especial. A primeira vez que estive em seu cume foi no dia 03/Nov/2000 e a considero como meu início no montanhismo já que foi o meu primeiro cume na Mantiqueira com acampamento e com mais de 2000m de altitude. Daquela data até hoje a subi seis vezes sendo que fiz também a travessia Marins-Itaguaré duas vezes (e com certeza voltarei outras!).

Mas voltando ao presente, depois de algumas muitas horas de estrada entre SBC e Piquete, por volta das 2h da madrugada tínhamos acabado de transferir as mochilas para os bancos da frente do carro e deitávamos para dormir em seu porta-malas (mais rápido que armar barraca). No dia seguinte acordamos sem pressa, tomamos nosso café da manhã e por volta das 9h30 começamos a caminhada que leva ao cume da montanha.

Apesar de alguns trechos de trepa-pedra e bom desnível (922 m de desnível em 5,7 km) a trilha é bem aberta e bem marcada (às vezes marcada até demais com setas e pontos amarelos pixados na rocha - provavelmente pelo marcador-mor Maeda). Mas mesmo assim é necessário atenção, principalmente no retorno onde é mais fácil se confundir.

Fomos subindo e subindo fazendo algumas poucas pausas para fotografias e, às 12h50, estávamos tirando nossas mochilas das costas e olhando a paisagem a partir do seu cume.

Fizemos um lanche, tiramos umas fotos, chegamos a pensar em ir até outro cume próximo mas tínhamos pouca água e acabamos desistindo da idéia e então começamos nosso retorno. A descida foi tranquila, saímos um pouco da trilha em um trecho mas logo nos achamos e, no final da tarde, estávamos de volta ao Acampamento Base Marins para um merecido banho e novamente estrada, agora rumo a Itajubá.

Descemos do Acampamento Base Marins pela Fazenda Saiqui e depois de mais uns 40 km de estrada estávamos em Itajubá tentando nos informar sobre onde fica a Pedra da Piedade e parando para um merecido jantar na praça central da cidade.

Depois de alimentados e agora informados mais um pouco de estrada e fomos então rumo a cidade de Piranguçu, entrando no bairro Pituba e logo chegando ao local onde começada o 8º Festival de Montanha do Sul de Minas.

Estacionamos o carro e antes mesmo de armar nossa barraca encontramos o Pedro Hauck, Davi Marski e Luciano entre outros. Nesse dia teve ainda apresentação do Clube Montês Itajubense, depois sobre a subida do Huayna-Potosi na Bolívia e em seguida fomos dormir.

No dia seguinte acordamos, tomamos café e saímos então para escalar na Pedra da Piedade (os croquis de Itajubá podem ser baixados aqui) onde escalei as vias Fernanda (6º), 1ª enfiada da via Fácil (4º) e Campo Minado (7º). Depois disso um passeio pela base, apanhei da via Tribalistas (7b) e depois, para fechar o dia, escalei a primeira parte da espetacular via Nem Fudendo (7a). De lá, já no final da tarde descemos para o acampamento e logo em seguida saímos para jantar no centro de Itajubá.

Depois do jantar passamos no mercado para comprar uma cerveja escura (só tinha Petra gelada mas serve) e pouco depois das 20h estávamos de volta ao local do festival, onde teoricamente começaria a primeira palestra às 20h - na verdade começou umas 22h e às 23h30, com o frio apertando e depois das palestras do Cesinha e do Pedro resolvi ir dormir.

No dia seguinte outro dia com início preguiçoso, tomamos café, desarmamos o acampamento, arrumamos as coisas e saímos então na procura da Pedra da Anhumas, um novo point de escalada na região. Rodamos bastante pelas estradas de terra sem muitas informações (para não dizer nenhuma) mas depois de algumas horas achamos o local. Lá escalei as vias Na Hora H (4º sup) todo em móvel, uma outra via ainda sem nome no croqui logo do lado direito (5ºsup), De Leve na Neve (5ºsup) e Síndrome do Esquecimento (5ºsup). Depois disso tudo de volta na mochila, 5 minutos de caminhada de volta para o carro e agora mais um pouco de estrada até próximo da rodoviária de Itajubá para um merecido Açaí antes de pegarmos a longa estrada de volta para São Paulo.

Esse final de semana prolongado vou bem proveitoso. Além de subir mais uma vez até o cume do Pico dos Marins (e com clima perfeito, bem diferente da minha tentativa frustrada embaixo de chuva no reveillon) aproveitei para rever um pessoal que não via há alguns anos e para escalar em um local que ainda não conhecia - e que com certeza voltarei!

E já estão no ar as fotografias do Pico dos Marins e do 8º Festival de Montanha do Sul de MG.

- enviado por Tacio Philip às 10:06:12 de 24/08/2010.



Contato | Listar todas postagens

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- montanhas de monte verde
- odinskriegerfest
- show guns n roses - curitiba
- pedra do camelo
- morro do urubu
- travessia couto-prateleiras
- circuito 5 lagos e morro do massena
- pico das agulhas negras
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/16
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
2 Usuários Online (209 nas últimas 24hs)