Fanpage Tacio Philip
>
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Fazendo compras em La Paz | Listar publicações | Próxima: Chuvas e trovoadas em La Paz e no Alcides >

01/09/2009 23:49:00 (#245) - Trekking de aclimatação no Chacaltaya (5400m)

Hoje cedo, depois de um café da manhã com fila graças a algumas dezenas de adolecentes franceses no hotel saimos com o taxi que veio nos buscar às 7h30 da manhã (acabamos saindo só às 8hs) rumo ao Chacaltaya.

Nossa idéia inicial para essa viagem era passar uma noite no refúgio mas optamos por ir e voltar no mesmo dia para poupar um dia de viagem e ainda garantir uma noite melhor de sono, sem ter que dormir a 5200m de altitude.

A ida até o Chacaltaya foi tranquila (tirando que o taxi era um Toyota pequeno que mal cabia eu e o Alcides dentro) e às 10h30 estávamos bebendo um mate de coca dentro do refúgio do CAB (Club Andino Boliviano). Ficamos um tempo lá dentro, tiramos umas fotos próximas da entrada e depois de colocarmos mais roupas saimos para nossa caminhada.

Seguimos no início o caminho tradicional, saímos do refugio, subimos até o 1o. cume em 15 minutos (um bom tempo), fizemos algumas fotografias, descemos pela crista oposta e então subimos até seu cume mais alto com 5400m de altitude onde mais uma pausa para fotos, descemos pela sua crista oposta e seguimos então até as antenas de onde podíamos ver grandes núvens chegando e encobrindo o Huayna-Potosi, montanha bem próxima de lá com 6088m que escalei em 2004.

Como ainda era cedo e nossa idéia era caminhar bastante para acelerar o processo de aclimatação resolvemos então descer rumo a outra crista de pequenas montanhas que ao final leva (acreditamos) ao Charquini. Começamos então a descida e logo uma primeira subidinha até um cuminho onde paramos para um lanche e para esse vídeo abaixo:

Saindo do cuminho mais um pouco de descida e logo em seguida outra pequena subida até outro cumezinho. Nesse segundo nem paramos e seguimos direto a caminhada para baixo até um colo e agora sim uma subida maior, levando a outro cume com 5345m de altitude (Chiar Kherini) onde fizemos mais pausa para fotografias e na nossa frente, bem próximos, viamos uma outra montanha bem negra e ainda com um grande glaciar que é o Charquerini (o nome é praticamente o mesmo de onde estávamos, mas é isso que diz a carta topográfica que mostra esses cumes).

Olhamos a descida e como o desnível até o colo antes de iniciar a subida seria grande e, além disso, não vimos de imediato um bom caminho para descer mas sim vários penhascos resolvemos voltar de onde estávamos. Já eram 12h30 e as núvens que antes estavam longe já tinham nos alcançado deixando a temperatura bem fria e em alguns momentos até nevando e com um vento considerável que fazia a sensação térmica ir para alguns graus negativos (o relógio indicava 2o.C).

A caminhada de volta foi praticamente pelo mesmo caminho descendo e subindo pequenos cumes do complexo do Chacaltaya, a única diferença foi bem no final do caminho onde, em vez de subir e passar novamente pelos dois cumes mais visitados da montanha seguimos por uma trilha que a contorna e leva quase que direto até o refúgio, tudo isso sempre com o direito a mais fotografias (realmente é besteira levar uma câmera grande nessas montanhas/viagens, só tenho usado a compacta Canon G10 e estou muuuuuito satisfeito com o resultado das fotografias!).

No refúgio, cansados e sofrendo de dor de cabeça tomamos outro mate de coca, descansamos alguns minutos e depois encontramos com o Walter (motorista do taxi) e começamos nossa descida para La Paz. A descida foi bem, pedi apenas para fazer 2 paradas para tirar foto das 7 lagunas e de algumas lhamas e por volta das 17hs estávamos no hotel deitando para descansar e ver se a dor de cabeça melhorava (parecia que tanto eu quanto o Alcides tínhamos levado marteladas na nuca).

No início da noite passamos na agência do Juan e decidiremos amanhã se vamos amanhã mesmo ou na 5a. feira para o Condoriri. Como as núvens que chegaram nas montanhas não eram pequenas ficamos com receio de ir amanhã para lá e ter que ficar alguns dias presos dentro da barraca por conta do mal tempo. Além disso, fotos de satélite mostram núvens sobre a cordilheira Real nesse momento.

Depois ainda fomos na La Jungla comer um spaguetti, comprar mais batatas Pringles no supermercado e depois de andar algumas quadras para fazer a digestão um taxi até aqui no hotel onde já baixei as fotos e coloquei aqui no site.

Para facilitar a organização, as fotos de hoje foram colocadas em um novo link: Trekking de aclimatação no Chacaltaya. Também coloquei mais algumas fotos da cidade no link Bolívia 2009 - La Paz.

Amanhã postarei mais informações sobre o que decidimos. Uma coisa é certa, acho que já estamos prontos para encarar as as outras montanhas.

- enviado por Tacio Philip às 23:49:00 de 01/09/2009.



< Anterior: Fazendo compras em La Paz | Listar publicações | Próxima: Chuvas e trovoadas em La Paz e no Alcides >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos
- Consultoria fotográfica

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- pico do selado - monte verde
- folk festival
- show helloween - pumpkins united
- show alice cooper e guns n roses
- expo nirvana
- show def leppard e aerosmith
- show bon jovi
- travessia norte-sul no caparao
.: ver mais :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
2 Usuários Online (344 nas últimas 24hs)