Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
Contato | Listar todas postagens

25/04/2009 23:04:00 - escaladas no Visual das Águas e passeio em Paranapiacaba

Na última Sexta-feira fui eu, o Victor, o Osvaldo e o Eduardo para Bragança Paulista escalar no Visual das Águas. O Victor me buscou em casa por volta das 10h30 e, depois de passarmos na 90 graus para ele buscar sua cadeirinha e sapatilha seguimos rumo a Fernão Dias, nos encontrando com o Eduardo e o Osvaldo no Frango Frito de Atibaia. De lá seguimos para o Visual parando apenas no mercadinho no caminho para comer e comprar alguns lanches e logo estávamos na base das vias nos equipando.
Entrei primeiro na Domingo de Chuva (um 6a com crux de equilíbrio em regletes na saída) na Pedra da Sombra sendo seguido pelo Osvaldo. Depois disso o Osvaldo entrou na Via da Chapeleta e depois de cerca de meia dúzia de tentativas desistiu para evitar machucar (mais ainda) os dedos. Essa via pelo guia de escaladas da região é um 7a. Entretanto, o guia é antigo e quando eu a escalei, isso há uns 3 anos pelo menos, havia uma agarra chave muito melhor em sua saída. Além disso, eu nunca mais tinha conseguido repetí-la depois da quebra dessa agarra. Depois da desistência do Osvaldo resolvi também tentar repetí-la. Tentei uma, duas, três vezes e sempre caindo no seu crux (logo na saída) por causa da dor nos dedos por causa da agarra que era pequena e agora quebrada se tornou minúscula. Desci, descansei mais um pouco, me concentrei na sequência de movimentos que tinha que fazer e a via saiu! Se ela era realmente um 7a antes (e eu acho que era) agora com certeza é um 7b ou até mais. A agarra que quebrou é a principal para a mão esquerda sendo que antes era um reglete dolorido em oposição para quatro dedos, agora cabem - e muito mal - apenas dois!
Saindo dessa parede tirei as costuras da via da Chapeleta mas deixei a Domingo de Chuva equipada para o Eduardo que estava acabando de escalar como Eduardo a Água Mole e fui como Osvaldo para a via Dia do Coringa, um outro 7a. O Osvaldo entrou equipando e depois de chegar ao final da via desceu deixando as costuras na parede. Eu já tinha entrado nessa via há muitos anos também e consegui fazer sua repetição sem nenhum problema, chegando rapidamente em sua parada onde aproveitei para algumas fotos.
De lá fomos então para a Tribal, outro 7a e para mim a via mais bonita do lugar com uma saída mais atlética em boas agarras com crux de equilíbrio na sua segunda parte. Eu havia a escalado na semana passada com o Victor mas tinha levado uma queda no seu crux. Novamente o Osvaldo entrou primeiro e deixou as costuras para que eu entrasse na sequência. Mais um 7º grau para o dia! Até aquele dia o máximo que eu havia feito em um mesmo dia era escalar duas vias de 7º grau (encadenando) e tinha acabado de quebrar meu "record" com o terceiro 7º grau do dia!
O Osvaldo meio revoltado por ter levado algumas quedas em algumas das vias que escalamos resolveu então entrar em um outro 7º grau para tentar a cadena, entrando então na Água que Passarinho não Bebe, outro 7a, agora na Parede do Visual. Dessa vez ele subiu passeando na parede e a encadenou sem nenhum problema - só furando o dedo em um espinho mas que não o impediu de terminá-la. Eu, aproveitando o dia que estava muito bom para minhas escaladas resolvi também entrar na via. A saída foi bem mas sofri um pouco logo que cheguei com as mãos no platô da via. Lá tive que ficar alguns bons segundos respirando fundo, posicionando melhor os pés e descansando os braços completamente bombados mas consegui completar mais uma via! Da parada da via desci e começamos a arrumar as coisas já que o Sol havia se posto e a luz estava acabando. Juntamos todos nossas tralhas e descemos para o carro onde comemos um lanche antes de fazer o lanche oficial em Bragança, antes de voltar para São Paulo.
Esse foi um dia que realmente rendeu para mim, além de ter feito um 6º grau para aquecer encadenei 4 vias de 7º grau na sequência (Via da Chapeleta, Dia do Coringa, Tribal e Água que Passarinho não Bebe)! Com certeza foi um dia para sair de lá com o ego bem elevado e me sentindo preparado para encarar as vias maiores que estão nos meus projetos de escalada para esse ano. Algumas fotos estão no link escaladas visual das águas.
Hoje, recuperando os dedos das escaladas de ontem fui só fazer um passeio normal e fotografar em Paranapiacaba com a Paula, Gabriel, Elio e Ilda. Saímos de São Paulo logo depois do almoço e passamos a tarde andando e fotografando pela antiga cidade, trens e museu de Paranapiacaba - que como sempre estava envolvida por neblina e muito atrativa para fotografias.
De lá voltamos para São Paulo e amanhã iremos para Atibaia subir a Pedra Grande por uma de suas trilhas e ainda aproveitar para algumas escaladas em seu cume.
As fotos de paranapiacaba também já estão aqui no site no link paranapiacaba.

- enviado por Tacio Philip às 23:04:00 de 25/04/2009.



Contato | Listar todas postagens

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- montanhas de monte verde
- odinskriegerfest
- show guns n roses - curitiba
- pedra do camelo
- morro do urubu
- travessia couto-prateleiras
- circuito 5 lagos e morro do massena
- pico das agulhas negras
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/16
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
3 Usuários Online (248 nas últimas 24hs)