Fanpage Tacio Philip
>
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Passando um pouquinho de estresse no trecho final de um pedal e outros pensamentos... | Listar publicações | Próxima: Cursos de escalada, pedaladas, escaladas e mais trabalho em trilha >

12/04/2018 13:48:32 (#580) - O caminho perigoso que o upcycling está seguindo

Acabo de assistir um programa na GloboNews sobre Upcycling (o antigo "fazer algo útil com o que ia pro lixo") e me inspirei para escrever esse breve texto, com meu ponto de vista, sobre o rumo perigoso que vejo a atividade de reaproveitamento de material seguindo.

Faz tempo que eu reaproveito muitos tipos de materiais/objetos, atualmente tenho até tentado comercializar alguns artesanatos (veja essa pasta) mas, não gosto do caminho "excessivamente gourmetizado" que isso está seguindo.

Para o reaproveitamento fazer sentido, o objeto fabricado não deve ser apenas um "objeto do desejo por estar na moda", que é o que acontece quando o marketing por trás é maior que o produto em si. No meu ponto de vista, o reaproveitamento é uma ideologia de quem acha que dinheiro não nasce em árvore, que é uma estupidez jogar fora o que pode ser aproveitado e que desperdício de material/recursos é um problema real.

Como qualquer produto, mesmo sendo produzido a partir de material reaproveitado, ele tem seu custo de produção e também seu custo agregado de acordo com seu uso (ai entra se é um simples "utilitário" ou também um item de decoração com design diferenciado) mas, ser muito mais caro que algo "novo", apenas pelo fato de ser "material reaproveitado", é apenas um limitador da classe que irá consumir o produto (leia-se: feito para o pessoal que compra o objeto em feira cult de upcycling para poder postar a foto no instagram usando seu iphone trocado a cada 6 meses).

Para o reaproveitamento fazer sentido e ser adotado como um "procedimento para evitar geração de lixo e desperdício de energia", ele deve ser acessível à todos, deve ser mais vantajoso para o cliente que algo novo. E não estou dizendo que algo com um design diferente e história não devam ser valorizados (assim como deve ser valorizado em todas situações) mas, vender apenas a "ideia" sem a real vantagem é apenas alimentar um sistema que já existe (além disso, vejo os produtos como um objeto feito por um artesão, não uma obra feita por um artista).

Com essa gourmetização, pelas "leis do mercado de procura e oferta", logo será mais caro obter o material usado (algumas vezes já é) que a matéria prima para fazer algo novo. Ai cada vez mais o "reaproveitado" será mais caro e, no final, só vai ficar o "up" e fim do sentido real do "cycle".

Nessa foto uma mesa, feita pela Lorena e eu, com 3 pallets achados nas ruas, um tampo de vidro temperado que achamos para vender já no tamanho que "servia" para nossa ideia, cadeiras que seriam descartadas e, só para aumentar o custo e ter algo novo: uma barra rosqueada de aço de 1/2" e algumas porcas usadas para fixação. ;-)

- enviado por Tacio Philip às 13:48:32 de 12/04/2018.



< Anterior: Passando um pouquinho de estresse no trecho final de um pedal e outros pensamentos... | Listar publicações | Próxima: Cursos de escalada, pedaladas, escaladas e mais trabalho em trilha >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos
- Consultoria fotográfica

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- serra do lopo - acesso vargem
- travessia serra fina 2.0
- travessia marins itaguare
- show ozzy osbourne - sp
- vila industrial - campinas
- pico do selado - monte verde
- folk festival
- show helloween - pumpkins united
.: ver mais :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/18
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
7 Usuários Online (271 nas últimas 24hs)