Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Feliz sexta-feira 13 - Jason Voorhees fotógrafo | Listar publicações | Próxima: Subida do Morro do Cristal e Travessia Pedra do Sino de Itatiaia - Asa de Hermes (PNI) >

28/10/2013 23:56:51 (#484) - Huayna, cursos, Iron Maiden, Rock in Rio, mais Iron Maiden, Black Sabbath, Queluz, Monsters of Rock, mais cursos...

Esse mês e meio que passou desde minha postagem anterior foi, em grande parte, de camiseta preta. O motivo principal para isso, não literalmente, mas por luto, foi por causa da Huayna, uma gata que eu tinha desde seu nascimento (nasceu aqui em casa) que ficou doente, passou alguns dias comigo e minha mãe a levando no veterinário, mas não sobreviveu, morrendo aqui no meu quarto, enquanto dormia, na madrugada do dia 21 para 22 de Setembro. Saudades...

Além disso, esse período de tempo sem postagens foi ocupado nos dias 14 e 15 de Setembro com a 16ª turma do curso básico de escalada em rocha. Este curso, que leciono com a Aline e o Pedro, visa levar aos nossos alunos os conhecimentos necessários para quem quer começar a praticar, de forma independente e com segurança, escalada em rocha.

E, o segundo motivo das camisetas pretas, foram os shows de Heavy Metal. Começando com o show do Iron Maiden em São Paulo, com Slayer e Ghost, na sexta-feira dia 20. Neste show fomos a Aline, Guilherme, Bruno e eu (e ainda encontramos o Thales, de Curitiba). Para o Bruno e para o Guilherme foi o primeiro show do Iron Maiden, para mim, para não revelar a idade e assumindo que nunca fiz a contagem, realmente não sei qual foi (mas acredito que esteja perto de 20).

E, no Domingo cedo, dia que a Huayna morreu, depois de ter dormido cerca de 4h, a Aline e eu levantamos, nos despedimos da gatinha e seguimos estrada para o Rio de Janeiro, onde chegamos perto da hora do almoço. Depois de rodar um pouco à procura de local para estacionar paramos o carro perto do local onde pegaríamos o ônibus para a cidade do rock, almoçamos e logo embarcamos, chegando no local dos shows por volta das 15h. Lá assistimos shows do Helloween com Kay Hansen, Sepultura com Zé Ramalho (espetacular!), Slayer, Avenged Sevenfold (sem prestar muita atenção enquanto passeava pela cidade do rock) e, mais uma vez, Iron Maiden, que fechou o festival.

Saimos de lá pouco antes do final do show para evitar o "estouro da boiada", ouvindo a última música quando já estávamos chegando no ônibus que nos levou de volta até perto do carro, onde chegamos às 3h da madrugada. Assim que chegamos logo pegamos a estrada de volta e, com o cansaço e sono, segui apenas por 1h30, até pouco depois de subir a Serra das Araras, parando para dormir às 4h30, entre alguns caminhões em um posto de combustível (no porta mala previamente preparado para tal). A noite foi extremamente curta, acordando com o despertados às 6h e logo assumindo novamente o volante a caminho de casa, com direito a diversas pausas para bebidas com cafeína, até chegar em São Paulo às 13h.

Em casa um banho rápido, troca de roupas, ajeitar uma pequena mochila, almoço e por volta das 14h a Aline me deixou perto do aeroporto de congonhas, de onde saí rumo a Curitiba, sendo recepcionado pelo Pedro e mais tarde encontrando também o Leonardo (do RJ). O motivo dessa ida para Curitiba não podia ser outro: show do Iron Maiden no dia 24, novamente com Ghost e Slayer, show que assisti a uma temperatura de 5ºC - até o Tom Araya e Bruce Dickinson reclamaram do frio - na companhia do Leonardo (RJ) e Thales (Ctba).

No dia seguinte, 4ª feira, o Leo, Pedro e eu fomos passear pela cidade de Curitiba com uma ênfase mais cultural: passando em diversos museus e galerias no centro da cidade. Nesta mesma noite o Léo retornou para o RJ enquanto eu fiquei ainda mais um dia pertubando o Pedro em sua casa.

De volta à São Paulo na 5ª feira à tarde fui direto para a aula da pós e, no final de semana, dei um curso de macrofotografia e close-up com turma quase lotada (só não teve 10 alunos porque um deles teve que cancelar quase na véspera). Essa foi a turma de retorno dos cursos e da minha própria macrofotografia, junto com a recém chegada da primavera e, com ela, dos insetos.

Durante a semana seguinte tive alguns dias de descanso - depois de uma semana totalmente corrida - e, no Sábado, dia 05 de Outubro, a Aline e eu pegamos estrada para Queluz (cidade que considero ser o centro do universo por estar entre Marins-Itaguaré e Itatiaia no sentido N/S e entre Bocaina e Serra Fina no sentido L/O), encontrando na estrada com o Ale, Fernanda e Isa. Esse foi um final de semana para relaxar, aproveitado para conhecer um pouco - bem pouco - da região na base da Serra Fina (foram incontáveis vezes que eu ficava olhando "para cima" admirando o Cabeça de Touro, uma das montanhas mais difíceis que fiz no Brasil) e fotografando, principalmente macro, até pegar estrada de volta para São Paulo na segunda-feira.

Na semana seguinte, dia 11, foi dia de um dos melhores shows que vi até hoje e com certeza o melhor do ano: Black Sabbath. Ver o Ozzy Osbourne, Tommy Iommi e Geezer Butler ao vivo, em meio a um público com mais de 50 mil pessoas cantando clássicos como N.I.B., War Pigs, Black Sabbath, Iron Man e Paranóid é INDESCRITÍVEL!

No final de semana seguinte, dias 12 e 13, mais uma turma do curso de macrofotografia, essa também quase lotada, com a participação de 8 alunos e com mais e mais insetos aparecendo para serem fotografados.

A semana seguinte foi novamente tranquila e, no dia 19, mais um dia com camiseta preta, agora para o festival Monsters of Rock, que voltou a ser realizado em São Paulo. Assumo que não estava nem um pouco animado com este festival, tendo nele mais bandas que a Aline e o Guilherme gostam, mas mesmo assim me diverti, principalmente durante o primeiro show que vimos, do Limp Bizkit, enquanto batia "sem querer" o cotovelo em alguns moleques maconheiros na minha frente. Neste dia, agora sendo eu o anfitrião com o Léo (RJ) hospedado em casa, fomos ele, a Aline, Guilherme e eu para o Anhembi, onde ainda encontramos outros conhecidos. Na sequência teve ainda Korn (deviam contratar um baixista) e Slipknot (muito teatro). Os shows foram bons, mas não o suficiente para eu ter alguma música dessas bandas no carro :-)

Com o final dos shows (mais só no final de Novembro), no final de semana passada, dia 27, dei mais uma turma do curso operacional RPN hp48/49/50g para alunos de engenharia, curso que eu não abria turma desde Maio.

Agora é continuar a contagem regressiva da pós (faltam 12 aulas - 6 semanas - para o término das aulas), definir melhor meu TCC, o escrever e me formar (acabando esta pós preciso fazer algum curso de exatas para desintoxicação do corpo, estudar humanas demais faz mal...).

- enviado por Tacio Philip às 23:56:51 de 28/10/2013.



< Anterior: Feliz sexta-feira 13 - Jason Voorhees fotógrafo | Listar publicações | Próxima: Subida do Morro do Cristal e Travessia Pedra do Sino de Itatiaia - Asa de Hermes (PNI) >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- show alice cooper e guns n roses
- expo nirvana
- show def leppard e aerosmith
- show bon jovi
- travessia norte-sul no caparao
- escalada em arcos
- reabertura de trilha na serra do lopo
- escalada pedra amarela
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
5 Usuários Online (328 nas últimas 24hs)