Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
Contato | Listar todas postagens

27/02/2010 22:58:00 - Dois dias de escaladas na Maria Antônia

Maria Antônia I - 25/02
Ignorando a chuva em São Paulo na 5ª feira, peguei o Victor na estação de metrô São Judas às 9h e logo estávamos na estrada a caminho de Pedra Bela para escalar na Maria Antônia.

Chegando em Bragança Paulista fizemos uma pausa para lanche - já na hora do almoço - e em seguida mais uns 30 minutos de estrada e estávamos estacionados na base na Pedra Maria Antônia, em Pedra Bela.

Nos equipamos, demos uma olhada na parede e identificamos o começo da canaleta que chamou minha atenção durante a escalada de outra via. Fomos até a base e comecei a escalar uma linha entre duas vias e protegendo em móvel, até esse momento eu ainda achava que podia estar conquistando uma nova linha na parede, o que acabou quando, depois de escalar uns 25 metros, cheguei a um platô onde na minha frente havia uma parada dupla com "P"s bem antigos.

Da parada fiz a seg para o Victor subir e como a continuação da canaleta seria mais arrancar mato do que escalada continuei paralelo a ela pela direita e acabei emendando na via paralela. De lá segui até a parada, esperei o Victor e ele seguiu guiando a próxima enfiada, novamente pela fenda e protegendo em móvel até chegar a outra parada fixa.

Na Parada com o Victor segui guiando a outra enfiada em uma diagonal, ele veio até mim e seguiu pela última até quase o topo da pedra (sendo que no finalzinho, como a corda estava no final com ele escalando), entrei a francesa e segui até a parada montada em uma árvore que ele havia montado. Depois, olhando melhor o croqui, vimos que fizemos a via "Na Berola" com algumas variantes em alguns momentos (como lá tem muitas vias e em alguns lugares muitos "P"s é fácil trocar de via sem saber.

De lá uma caminhada até o topo e os rapéis até o chão. Como o tempo estava estranho decidimos então ir embora em vez de arriscar pegar chuva na parede. Uma pausa no Açaí par aum lanche (como demorou!) e depois mais estrada até São Paulo.

Veja aqui o relado do Victor sobre a escalada em seu blog.

Maria Antônia II - 27/02

Hoje, depois de receber uma chamada do Dom dizendo que a Fernão Dias estava parada e verificar na internet que o motivo era um desabamento (sem previsão de liberarem), busquei o Osvaldo em sua casa por volta das 10h e saímos rumo à Mairiporã pela Estrada Santa Inês para fugir da Fernão.

Pegamos um pouco de trânsito na Zona Norte de São Paulo e na hora do almoço, com a fome apertando, fizemos uma pausa em Mairiporã para um bom pastel e depois seguimos para Pedra Bela para escalar na Maia Antônia, onde o Osvaldo ainda não tinha escalado.

Chegando na base nos equipamos e logo entramos em uma via (achando que era a via Mãe de Prata, depois vimos que era a "Via 3"). Fomos seguindo a escalada esticando de 2 em 2 paradas e no seu final seguimos emendando na Mãe de Ouro até sua última parada. De lá fizemos 2 rapéis e logo estávamos no chão (nessas horas é muito bom usar corda dupla de 60m!).

Comemos um lanche e fomos então para a 2ª via do dia, agora a "Febre Amarela", que segue com "P"s antigos e de cor amarela. Outra escalada rápida e em uns 30 minutos estávamos no final da 3ª enfiada da via. De lá mais dois rapéis e de volta ao chão.

Sem perder muito tempo subimos um pouco mais a trilha beirando a rocha e entrei então em uma via que agora sei que é um projeto inacabado. O começo foi tranquilo, a primeira proteção a uns 3m do chão, a 2ª a uns 7m e então não achava mais nada. Subi alguns metros e cheguei em uma posição onde tive certeza que não havia mais proteções e descer era inviável. Nessa hora, minha única opção era continuar para cima, sabendo que se eu caisse eu chegaria até o chão.

O nível da via não era muito complicado, um 5º grau, mas estando em uma parede que não é escalada, suja com muio líquem e com a fama da Maria Antônia onde tudo quebra, não era nem um pouco cômodo estar lá. Na medida do possível me mantive calmo e aos poucos fui continuando a escalada (isso depois de jogar minha mochila para baixo para o Osvaldo que fazia minha "segurança"). Fui seguindo aos poucos e devagar, tomando cuidado com cada movimento e com cada agarra e então cheguei a um platô confortável onde pude fazer uma travessia até a 1º parada da via "Febre Amarela" (e finalmente poder respirar).

De lá rapel até o chão e seguimos então para Bragança para o "Açaí de cada escalada". Foram também o Jonas e sua namorada (que também estavam escalando por lá) e depois de repormos as energias um pouco de estrada até São Paulo (felizmente sem nenhum trânsito).

Esses dois últimos dias na Maria Antônia foram muito bons, só entrei em vias que não conhecia e elas valem a pena. A "Na Berola" é uma boa via mista com algumas colocações complicadas mas bons movimentos. As vias "nº 3" e "Febre Amarela" também são muito boas, um pouco diferente das outras por terem muitas sequências em aderência. Mas o filé que escalei esses dias com certeza foi o lance onde passei o stress: a parte mais vertical do projeto de via (que depois em conversa com o Alexandre ele disse que um dia pretende continuar). Ainda faltam umas vias para terminar todas do local, logo estarei por lá novamente!

As fotos já estão disponíveis no link Escaladas na Maria Antônia.

- enviado por Tacio Philip às 22:58:00 de 27/02/2010.



Contato | Listar todas postagens

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- montanhas de monte verde
- odinskriegerfest
- show guns n roses - curitiba
- pedra do camelo
- morro do urubu
- travessia couto-prateleiras
- circuito 5 lagos e morro do massena
- pico das agulhas negras
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/16
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
1 Usuário Online (242 nas últimas 24hs)