Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Twittando | Listar publicações | Próxima: Ponto negativo para vídeo da Petzl >

17/02/2010 11:28:00 (#283) - Subida da Pedra do Frade via Bananal

No último Sábado, aproveitando o feriado do carnaval, o Vin e a Petula sairam do Rio de madrugada e chegaram em São Paulo cedo. Os busquei no metrô, passamos na minha casa para acabar de arrumar as tralhas e pegar a Paulinha e logo estávamos fazendo um pit stop no supermercado para compras e em seguida na estrada a caminho de Bananal.

Como meu pai havia me avisado que a Ayrton Senna estava parada por causa de acidente na Tamoios (e depois confirmado pelo Luiz), seguimos direto pela Dutra e a viagem correu sem nenhum imprevisto ou atraso. Seguimos pela Dutras até Cachoeira Paulista onde entramos pela Rodovia dos Tropeiros passando por Silveiras (com direito a um Açaí), Areias, São José do Barreiro e finalmente Bananal. De Bananal mais alguns muitos quilômetros em estrada de terra pela SP 247 até pouco depois da divisa SP/RJ (sendo que em uma das bifurcações pegamos caminho errado - no km 28 SUBA!).

Com a chegada da noite conversamos na pousada Rio Mimoso (que só tinha pacotes em chalé para carnaval) mas conseguimos um local para acampar próximo ao seu mirante. Armamos acampamento, fizemos o jantar e logo fomos dormir.

No dia seguinte acordamos cedo, arrumamos as coisas e por volta das 8h30 estávamos na casa da D.Maria deixando o carro e começando a trilha de subida da Pedra do Frade.

O começo da trilha é bem tranquila, segue por uns 30 minutos em estrada de terra até chegar a um descampado onde se vira para esquerda e se atravessa o Rio Bonito (com uns 10 metros de largura). Lá tiramos as botas, atravessamos e depois continuamos pela trilha, agora em mata fechada quase o tempo todo.

A trilha é muito bonita e também muito molhada. Em diversos pontos tivemos que atravessar charcos e riachos - a parte boa é que você praticamente não precisa carregar água. Ela também é quase plana, há muitos lances com subidas e descidas mas no final você percebe que continua na mesma altitude de onde ficou o carro (sempre por volta de 1150m). A trilha só começa a subir de verdade no seus lances finais, quando chega à gruta do alemão, onde é o último ponto de água e onde montamos nosso acampamento (apesar da trilha estar bem limpa, não podemos dizer o mesmo da gruta, muitas pessoas ainda insistem em subir e deixar lixo naquele lugar, realmente lamentável!).


(não dá pra ver muita coisa mas dá pra imaginar pela minha indignação)

Nessa hora a Petula estava muito cansada e o Vin com dor de cabeça então eu e a Paula resolvemos continuar leves (carregando só água e um lanche) e fazermos então o resto da subida até o cume da Pedra do Frade. Saimos da gruta às 14h50 e como seguimos leve em cerca de 1h30 estávamos no seu cume podendo observar de um lado a Serra da Bocaina e do outro lado o mar e Angra dos Reis.

Ficamos um bom tempo no cume tirando fotos e descansando até que resolvemos descer. Na descida mais uma pausa no mirante para mais fotografias e depois direto até a gruta para um merecido banho (estava absurdamente calor), acabar de armar o acampamento, jantar e dormir.

No dia seguinte acordamos sem pressa, tomamos nosso café da manhã, desarmamos o acampamento e às 10h45 começamos a descida da trilha. O caminho da volta foi mais rápido e às 15h estávamos no Rio Bonito deixando as mochilas na sua margem e tomando um belo banho.

Ficamos mais de 1h nos refrescando e depois seguimos os 30 minutos restantes de trilha até o carro. Lá mais uma pausa para lanche, finalmente tirar as botas e calçar a papete e depois seguimos então a estrada de volta para Bananal.

Em Bananal procuramos algum lugar que nos atraisse para almoçar/jantar mas a cidade estava toda interditada por causa do carnaval. Seguimos então pela estrada agora sentido Barra Mansa (esse caminho é maior mas a estrada é muito melhor que o caminho que usamos na ida). Algumas horas se passaram e chegamos novamente a Rodovia Dutra onde fizemos mais uma parada, agora em Resende, onde encontramos um restaurante aberto (parecia cidade fantasma) e pudemos jantar.

De lá mais algumas horas de estrada (felizmente sem nenhum trânsito) e pouco depois da 0h estava deixando a Petula e o Vin na casa de seu irmão e chegando em casa para uma merecida noite de sono em uma cama.

A subida da Pedra do Frade é muito bonita. A trilha não é muito exigente mas é bem longa (13,5km de onde deixamos o carro até seu cume) mas vale a muito a pena. O visual é lindo e a própria Pedra do Frade, com algumas fendas, me deixou com idéia de voltar por lá para tentar uma nova via de subida, quem sabe...

Para ajudar na subida eu usei os croquis encontrados no blog do Augusto e se você tiver já coloquei os tracks para GPS e parte da carta topográfica para download aqui no meu site.

Algumas das fotografias tiradas durante a subida já estão no link Pedra do Frade

- enviado por Tacio Philip às 11:28:00 de 17/02/2010.



< Anterior: Twittando | Listar publicações | Próxima: Ponto negativo para vídeo da Petzl >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- travessia norte-sul no caparao
- escalada em arcos
- reabertura de trilha na serra do lopo
- escalada pedra amarela
- show king diamond
- serra do lopo via joanopolis
- show terra celta braganca paulista
- montanhas de monte verde
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
2 Usuários Online (280 nas últimas 24hs)