Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Escalada no Leite Sol - Bragança Paulista | Listar publicações | Próxima: Escaladas e muita chuva no Zé Vermelho e Pedra do Bau >

21/12/2009 21:44:00 (#274) - Descida e subida da Serra do Mar pela Rota Marcia Prado

No último Sábado, dia 19, depois de um grande atraso devido ao trânsito na Rod. Castelo Branco, chegaram na minha casa por volta das 9hs o Alessandro e o Cando, de Itu. Sem perder tempo colocamos as 3 bicicletas no porta malas e pegamos estrada rumo a Rodovia do Imigrantes, onde enfrentamos um pouco de trânsito devido à um acidente, mas logo estávamos estacionando o carro no McDonalds logo depois do pedágio mais caro do Brasil, a R$17,80.

Sem perder tempo nos arrumamos, pegamos as bicicletas e às 9h30 começamos o pedal na Imigrantes rumo ao litoral. O primeiro trecho foi pelo acostamento da Imigrantes e, depois de 11,3 km, estávamos na saída que dá início a descida da serra pela estrada de manutenção da Imigrantes, parte da Rota Marcia Prado de bicicleta, que começa no Grajau e vai até o litoral. Como nossa idéia era descer e subir a serra pedalando, a decisão foi fazermos apenas esse trecho (que realmente é o desejado por mim e pelo Alessandro há algumas décadas literalmente) ida e volta deixando o carro mais próximo. Como o caminho todo tem 77km, fazê-lo ida e volta seria suicídio.

Logo no início da descida fizemos uma pausa obrigatória para preenchimento de termo de responsabilidade e cadastro (fui o número 44), inspeção das bikes (agora até elas sofrem inspeção!!!) e às 10h30 começamos a descida no asfalto com bastante lodo que vai zig-zagueando a Imigrantes.

Apesar do tempo completamente fechado na serra, com muita neblina e em alguns pontos até chuva, a vista do litoral é muito bonita. Essa estrada atravessa a Rod. dos Imigrandes diversas vezes, ora por baixo dos seus viadutos, ora por cima de seus túneis e é quase toda em descida, tendo uns 4 ou 5 trechos de subida, sendo que dois deles são bem fortes e vimos algumas pessoas os subindo empurrando as bikes.

A descida foi tranquila, fizemos poucas paradas e às 11h38 estávamos parados junto a um grupo de organizadores que esperavam juntar uma turma para passar em pelotão por uma favela logo a frente. Como nossa idéia era descer e subir, nessa hora decidimos não seguir esse trecho final (já estávamos a uma altitude de 130m) então mudamos o rumo e começamos a longa subida da serra.

Apesar de tudo a subida foi tranquila. Fizemos algumas pausas para lanche, algumas outras para fotografias e mais uma um pouco mais longa para consertar um pneu furado na bike do Alessandro.

O tempo foi passando, a subida não acabava nunca mas às 14hs estávamos de volta ao ponto de cadastro na borda da Rod. dos Imigrantes. Para retornar ao carro, evitando seguir pela contra-mão na Imigrantes, seguimos pela estrada até que saímos em um portão que nos levou a mão correta da rodovia. Nesse trecho ainda passávamos por pessoas que desciam rumo ao litoral! De lá mais alguns minutos de pedal com só um ponto crítico onde atravessamos a rodovia, e às 15h11, depois de 53,16 km de pedal e por volta de 1000m de desnível acumulado, estávamos ao lado do carro no estacionamento do Mc para uma merecida casquinha e estrada de volta para casa.

Em casa o Alessandro e o Cando pegaram suas bikes, colocaram no bagageiro do Alessandro e em seguida seguiram para Itu. Eu ainda teria um dia cheio, com um insuportavelmente chato casamento crente para ir à noite (pelo menos a comida era boa - já respondendo a mensagem no celular do Alessandro).

Esse dia de descida foi um teste para ver se o parque Estadual Serra do Mar (Itutinga Pilões) libera oficialmente este trecho para descida de bike. Em conversa com um dos funcionários do parque, por enquanto só é possível a descida através de autorização prévia. Espero que ninguém tenha feito besteiras durante a descida que possam prejudicar a liberação desse caminho. Hoje vi na TV uma reportagem sobre essa rota e informaram que 850 pessoas a desceram!

Agora é planejar um outro dia para fazer o bate-volta no trecho Grajau - Imigrantes ou o trecho completo saindo no litoral. Pelo menos as chuvas não atrapalham os dias de pedal como atrapalham os de escalada nessa época do ano.

Algumas das poucas fotos que fiz já estão no link rota marcia prado mtb.

- enviado por Tacio Philip às 21:44:00 de 21/12/2009.



< Anterior: Escalada no Leite Sol - Bragança Paulista | Listar publicações | Próxima: Escaladas e muita chuva no Zé Vermelho e Pedra do Bau >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos

aulas fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- show alice cooper e guns n roses
- expo nirvana
- show def leppard e aerosmith
- show bon jovi
- travessia norte-sul no caparao
- escalada em arcos
- reabertura de trilha na serra do lopo
- escalada pedra amarela
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/17
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
3 Usuários Online (327 nas últimas 24hs)