Fanpage Tacio Philip
>
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog
- facebook

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- mapas gps
- trilhas gps
- cartas topo
- wallpaper

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
< Anterior: Escaladas na Pedra de São Domingos - voltando literalmente após mais de uma década! | Listar publicações | Próxima: Shows Oswaldo Montenegro, Iron Maiden e muitas aulas de escalada >

18/09/2019 12:12:50 (#596) - Divulgação científica para quem se baseia em opiniões e dispêndio desnecessário de energia

Texto retirado de publicação que fiz em minha página no Facebook.

De um lado, pessoas que falam que o conhecimento científico não é divulgado e a população não tem acesso. De outro pessoas que mesmo com o pouco acesso à ciência real insistem em suas "opiniões" sem fundamento.

Pensando já nos extremos, não adianta um cientista querer compartilhar e conversar sobre sua pesquisa com a população comum, seria totalmente perda de um tempo que pode ser investido em sua pesquisa para avanços no mundo. A população comum no máximo vai ouvir e rebater com sua "opinião", com o que "acha" verdadeiro a partir de sua experiência pessoal e aprendido de outros como ele em vídeos de youtube.

É uma total perda de tempo querer explicar algo baseado em fatos, em medições independentes dos fracos receptores humanos de dados (leia-se: algo medido com aparelhos e independente do "achismo" humano com sua visão, audição etc. limitados) para alguém que se limita a suas sensações para querer explicar o funcionamento de tudo.

Foi-se o tempo onde se media um tronco com passos e uma área "até onde a vista alcança".

No fundo, no fundo, é muito melhor termos os cientistas "fechados em suas bolhas" trabalhando e fazendo com que suas descobertas cheguem às mãos da população no formato de algo que funciona, mas não importa como, do que perderem seu tempo querendo convencer quem só quer acreditar e não está disposto a analisar dados para chegar a alguma conclusão.

Existem ainda muitos cientistas que TAMBÉM trabalham com divulgação científica e com isso acabam instigando outros para suas áreas, o que é ótimo (vide Carl Sagan, Stephen Hawking etc. que foram parte do meu incentivo para fazer técnico em química, entrar em uma faculdade em bacharelado em física e depois me formar em química - ou até mais recentemente Neil de Grasse, Michio Kaku, entre muitos outros, que seguem a mesma linha), mesmo assim essa divulgação não é "física de verdade", é só uma interpretação filosófica sobre a física, um modo "apaixonante" de ver o tema, não são as tabelas, fórmulas e gráficos comprovando suas pesquisas (o que não adiantaria mostrar para quem sequer aceitaria que 1+1=2 como "prova").

Muito mais importante o tempo investido em uma pesquisa sobre vacinas do que tentar convencer alguém que vacinas não causam autismo. Muito mais importante estudar o clima do que convencer alguém que efeito estufa não é mentira. E ainda, de uma maneira prática para o dia-a-dia, muito mais importante estudar relatividade para os relógios de satélites GPS terem suas devidas correções do discutir isso para a população. Mais importante estudar quântica e matemática dos números complexos para termos eletrônicos funcionando do que discutir isso com a população. Nesse caso podemos pensar que o fim justifica os meios e atrasos seriam só atrasos.

E, de uma maneira prática, não sou cientista, mas já estudei um pouco (e continuo estudando) e não vale a pena perder tempo "conversando" sobre dados com quem acha sua "sensação" ou conclusão de um youtuber mais importante. E esse pessoal ainda se vangloria de bater no peito dizendo "é minha opinião".

Para esses casos o banir da página é uma maravilha (se você não quer conversar de uma maneira sadia e baseado em dados, se limite a deixar sua curtida nas fotos que posto dos meus gatos) e, como disse Nietzsche:
"Conservar-se longe, separados de tudo aquilo que obrigaria sempre a responder "Não"! Isso em razão do fato de que o dispêndio defensivo, em matéria de energia, por pequeno que seja, sempre se torna uma regra, um hábito, produzindo um depauperamento extraordinário e sobremodo supérfluo. Os nossos grandes dispêndios são apenas a soma repetida dos pequenos desgastes. A nossa defesa individual contra as aproximações alheias constitui também um dispêndio - não tenhamos ilusões-; é uma força dissipada com escopos negativos."
(Ecce Homo, Nietzsche)

- enviado por Tacio Philip às 12:12:50 de 18/09/2019.



< Anterior: Escaladas na Pedra de São Domingos - voltando literalmente após mais de uma década! | Listar publicações | Próxima: Shows Oswaldo Montenegro, Iron Maiden e muitas aulas de escalada >

cursos diversos
- GPS: Operação, planejamento e tratamento de dados
- Escalada em Rocha
- Calculadora hp 50g
- Calculadora hp Prime
- Macrofotografia e close-up
- Photoshop para fotógrafos
- Consultoria fotográfica

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)
- abstratas

fotos recentes
- concerto vika - unibes cultural - sp
- show iron maiden - sp
- show oswaldo montenegro - braganca
- show sepultura extrema - mg
- escaladas ana chata - sbs
- travessia serra do lopo - transmantiqueira
- escalada elektra - ana chata
- escaladas no cuscuzeiro - analandia
.: ver mais :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters


© Tacio Philip - 2005/19
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
9 Usuários Online (284 nas últimas 24hs)